Atenção » Novos telefones e Horários
► F: (11) 4473-3030 - Qualquer horário ◄
(DEIXE SEU RECADO QUE RETORNAREMOS SUA LIGAÇÃO)
• F:(11) 98125-3310 » das 8:00 as 18:00
• F:(11) 96273-1573 » das 18:00 as 22:00
• F:(11) 98216-6106 » das 18:00 as 22:00
Novo • WhatsApp agora (11) 98216-6106
Sabados, Domingos e Feriados qualquer horário - Estamos a sua disposição !!!
Para contatos "Clique Aqui" ou estamos aguardando a sua ligação.
▼ Ligue agora e fale diretamente com o Criador ▼

Filhotes sexados, mansos e saudáveis !!!

AGORA NA TELEVISÃO ► PROGRAMA BALANÇO GERAL

Estação Movel Cinegrafista  |  Reporter  |  Thomas Thomas Redicino Entrevista ao Reporter Encerramento
Clique nas imagens para Ampliar !

FILHOTE COM MÁ FORMAÇÃO NOS MEMBROS INFERIORES

As causas relatadas do deslizamento das pernas tanto para as laterais do quadril, quanto para frente e para As causas relatadas do deslizamento das pernas tanto para as laterais do quadril, quanto para frente e para trás parecem ser : 
  • deficiências nutricionais e/ou
  • defeitos congênitos e/ou
  • ninho
  • proteção excessiva dos pais




No ninho, o filhote fica em permanente esforço para se manter de pé, e isso propicia o deslizamento da perna (fica esticada, não dobra). À medida que o quadro se agrava, o filhote já passa a ficar deitado no ninho, o que dificulta e inibe os pais de alimentarem-no, entendem que não tse rata de um filhote saudável, e acabam abandonando-oo.
O ninho em si pode ser prejudicial e contribuir para a deformidade : piso muito liso, excesso ou falta de material (serragem, maravalha).  Possivelmente essa não seja a causa exclusiva, pode estar associada a uma ou mais causas discriminadas acima.
Alguns criadores se valem de métodos para que a ave possa ficar com as pernas alinhadas, mas o que sabemos é que as sequelas causadas podem ser diminuídos, mas dificilmente 100% curadas.  Por exemplo, unir as pernas com gase é outro, mas dificilmente surtem efeitos.
Se houver a "dobra" do membro, daí fica praticamente impossível minimizar o trauma.
A seguir, filhotes já mais desenvolvidos, um deles com a perna deslizada para frente e o outro com a perna direcionada para trás.  Nessa fase de idade, fica difícil ajustar as pernas .
  









Abaixo, filhote já crescido, com a deficiência já consolidada, mas conseguindo lidar com o problema:


Outro filhote com a deficiência já consolidada :


Essas deficiências colaboram para que a ave não consiga usar seus membros inferiores de forma correta, propiciando o surgimento de calos devido ao atrito da pele no chão, que podem abrir precedentes para infecções, devido o contato com a sujeira, fezes, etc.
Aves com esse tipo de deformidade têm uma expectativa de vida reduzida.  Se não forem tirados dos pais para serem tratadas no bico, não vingariam.  Assim, a Lei da Natureza prevaleceria : somente os fortes sobrevivem.


 


1 comentário

Jeh disse...

Olá, tenho um filhote de agapornis com este problema, como posso ajudá-lo sem que ele sofra? Está com 15 dias, ainda posso corrigir o problema?

Postar um comentário

Design by Antonio Silva ^